Dia 23/04 - DIA MUNDIAL DO LIVRO!

O dia 23 de abril é um dia muito especial para a arte! É a data que celebra o Dia Mundial do Livro! Convencionou-se celebrar o livro nesta data por conta do aniversário de morte de dois dos maiores autores da literatura clássica: Miguel de Cervantes Saavedra e William Shakespeare. Segundo dados históricos, os dois teriam morrido no dia 23 de abril de 1616.Cervantes foi o autor de "Novelas Exemplares" e "O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha", eleito no início da década passada como o Melhor Livro do Mundo por escritores de diversos países.


Shakespeare foi o autor de inúmeras peças de teatro, além de ter sido poeta. Entre seus trabalhos, podemos destacar comédias como "A Megera Domada", "Noite de Reis" e "Sonho de Uma Noite Verão". E, das tragédias, destaque para "Romeu & Julieta", "Macbeth", "Othello" e "Hamlet", sendo essa última um marco na história da Arte, devido ao fato do protagonista (ao lado do Édipo, de Sófocles) ser considerado uma das mais fiéis representações da complexidade da alma humana que a literatura já produziu.


Nós, profissionais do teatro, pagamos tributo ao texto, ferramenta fundamental para que exista a peça a ser encenada por nós. Além disso, a literatura e o saber advindo de diversos livros são importantes para o artista ser levado ao questionamento, a desenvolver um repertório pessoal com o qual seu processo de criação irá se aperfeiçoar. Sendo assim, foi pedido aos membros do Grupo EntreMundos de Teatro que indicassem alguns títulos que contribuíram, de alguma forma, para a sua formação pessoal ou artística. Não havia necessidade da obra ter alguma relação com teatro.

Abaixo, segue a lista de membros do Grupo com suas respectivas indicações:


Breno Villas Boas - "Odisséia", de Homero, e "O Primo Basílio", de Eça de Queiroz;


Rodrigo Guergolet - "Admirável Mundo Novo", de Aldous Huxley;


Fellipe Cartier - "O Alienista", de Machado de Assis, e "A Sociedade do Espetáculo", de Guy Debord;


Brenda Romacho - "As Boas Mulheres da China", de Xinran, e "Eu, Malika Oufkir, Prisioneira do Rei", de Malika Oufkir;


Camila Tyrrell - "Vidas Secas", de Graciliano Ramos, "1968 - O Ano que Não Terminou", de Zuenir Ventura, e "Memorial do Convento", de José Saramago;


Elison Ramos - "A Revolução dos Bichos", de George Orwell, "A Cabana", de William P. Young, e "Qual É o Seu Número?", de Karyn Bosnak;


Rafael Mattos - "O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha", de Cervantes, "O Senhor das Moscas", de William Golding, e "Morte e Vida Severina", de João Cabral de Melo Neto.


Esperamos que as indicações inspirem vocês. Agora vá à biblioteca ou livraria mais próxima, boas leituras e boas viagens!


Siga-nos no Facebook e no Instagram! @grupoentremundos